Cultura de urina

Compartilhe esta página
Imprimir este artigo
Esta página foi útil?
Também chamado: Urocultura, urinocultura
Nome formal: Cultura de urina

De relance

Por que fazer este exame?

Para diagnosticar uma infecção urinária.

Quando fazer este exame?

Quando há sintomas de infecção urinária, como micção frequente e dolorosa.

Amostra:

Amostra do jato médio de urina. Algumas vezes a urina é colhida por meio de uma sonda.

É necessária alguma preparação?

Em geral, nenhuma, mas podem ser recomendados não urinar durante uma hora ou beber um copo de água 15 a 20 minutos antes da colheita.

A amostra

O que está sendo pesquisado?

A cultura de urina detecta e identifica bactérias e leveduras na urina. Esta é um líquido amarelado produzido nos rins, contendo resíduos do corpo para serem eliminados. É levada pelos ureteres dos rins para a bexiga, onde fica armazenada antes da eliminação pela uretra. A urina normal é estéril, mas bactérias e leveduras podem passar da pele para a uretra e além dela e provocar uma infecção urinária.

Na cultura de urina, uma pequena amostra de urina é espalhada em placas que contêm uma camada de meio nutritivo, que são incubadas à temperatura do corpo. Micro-organismos presentes na amostra de urina crescem nesse meio, formando pequenas colônias circulares. O tamanho, o formato e a cor das colônias ajudam a identificar o micro-organismo. O número de colônias indica a quantidade presente na amostra original. Em alguns casos, mais de um patógeno é identificado, o que indica uma infecção mista ou uma contaminação da amostra com bactérias da pele. As bactérias isoladas nas colônias são examinadas ao microscópio usando a coloração de Gram, e são submetidas a testes bioquímicos que permitem sua identificação detalhada. Além disso, são feitos testes de sensibilidade aos antibióticos para orientar o tratamento da infecção.

Como a amostra é obtida para o exame?

Urina para cultura pode ser colhida a qualquer hora. Como há possibilidade de contaminá-la com bactérias ou células da pele durante a colheita, especialmente em mulheres, é importante fazer a limpeza da genitália. Mulheres devem afastar os lábios da vulva e lavá-los da frente para trás. Homens devem lavar a ponta do pênis. O início do jato de urina deve ser desprezado. Em seguida, deve ser coletada uma pequena quantidade de urina no frasco estéril fornecido, enquanto o resto da urina é desprezado. Esse tipo de colheita é chamado "jato médio de urina".

A colheita com sonda é feita por um profissional de saúde habilitado, que insere um tubo especial através da uretra até a bexiga e recolhe a urina na outra extremidade.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, and Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Em geral, nenhuma, mas podem ser recomendados não urinar durante uma hora ou beber um copo de água 15 a 20 minutos antes da colheita. Siga as instruções fornecidas.

O exame

Perguntas frequentes

Pergunte ao laboratório

* indica um campo necessário



Por favor, indique se você é:   
  
  



Você deve fornecer um endereço de e-mail válido para receber uma resposta.



| |

Fontes do artigo

« Voltar para páginas relacionadas

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

Sources Used in Current Review

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (© 2007). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 981-983.

Wu, A. (2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, Fourth Edition. Saunders Elsevier, St. Louis, Missouri. Pp 1621-1622.

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition]. Pp 2037-2038.

Forbes, B. et. al. (© 2007). Bailey & Scott’s Diagnostic Microbiology, Twelfth Edition: Mosby Elsevier Press, St. Louis, Missouri. Pp 842-855.

(2007 August). Your Urinary System and How It Works. National Kidney and Urologic Diseases Information Clearinghouse [On-line information]. Available online at http://kidney.niddk.nih.gov/kudiseases/pubs/yoururinary/ through http://kidney.niddk.nih.gov. Accessed March 2009.

(2008). Existing Recommendations for Bacteriuria Screening Upheld. Medscape from Reuters Health Information [On-line information]. Available online at http://www.medscape.com/viewarticle/576888 through http://www.medscape.com. Accessed March 2009.

Stanley Hellerstein, S. (2008 September 17). Urinary Tract Infection. EMedicine [On-line information]. Available online at http://emedicine.medscape.com/article/969643-overview through http://emedicine.medscape.com. Accessed March 2009.

(2005 November, Revised). Approach to the Renal Patient. Merck Manual for Healthcare Professionals [On-line information]. Available online at http://www.merck.com/mmpe/sec17/ch226/ch226b.html#sec17-ch226-ch226b-21 through http://www.merck.com. Accessed March 2009.

Barclay, L. and Murata, P. (2007 May 17). Perineal/Genital Cleaning During Urine Collection May Minimize Contamination. Medscape Medical News [On-line CME]. Available online at http://www.medscape.com/viewarticle/556640 through http://www.medscape.com. Accessed March 2009.

Sources Used in Previous Reviews

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.