Também conhecido como
Marcador tumoral CA 125
Nome formal
Antígeno de câncer 125
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
27 de Maio de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para monitorar o tratamento do câncer de ovário ou para detectar recorrências.

Quando fazer este exame?

Antes de iniciar a terapia para o câncer de ovário ou se há um alto risco para o desenvolvimento do câncer de ovário, e em intervalos durante e após o tratamento.

Amostra:

Uma amostra de sangue retirada de uma veia do braço.

O que está sendo pesquisado?

O teste Antígeno de Câncer 125 (CA-125) mede a quantidade de CA-125 no sangue. O CA-125 é uma proteína que está presente na superfície da maior parte (mas não em todas) as células cancerosas do ovário. Concentrações de CA-125 significativamente elevadas podem ser encontradas no sangue de uma mulher com câncer de ovário. Pequenas quantidades dessa proteína são produzidas por tecidos normais por todo o corpo e por alguns outros cânceres. Os níveis no sangue podem estar moderadamente elevados em várias condições não cancerosas, incluindo menstruação, gravidez e doença inflamatória pélvica.

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida inserindo-se uma agulha em uma veia do braço.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Não é necessária nenhuma preparação para o teste.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    O CA-125 é utilizado principalmente para monitorar a terapia durante o tratamento do câncer de ovário. Esse teste também é realizado para verificar se o câncer voltou após o término do tratamento. Testes seriados de CA-125 que mostram concentrações crescentes ou decrescentes são, frequentemente, mais úteis que um único resultado. Algumas vezes, esse exame é feito para testar e monitorar mulheres em alto risco, com uma história familiar de câncer de ovário, mas que ainda não desenvolveram a doença.

    Esse teste não é empregado para triagem do câncer de ovário porque não é específico. Os níveis no sangue podem estar elevados em outras condições como menstruação normal, gravidez, endometriose e doença inflamatória pélvica.

  • Quando o exame é pedido?

    O médico pode solicitar um teste CA-125 antes de a mulher iniciar o tratamento para o câncer de ovário, como uma base para comparar com medições futuras. Durante a terapia, os médicos pedem o teste CA-125 em intervalos para monitorar a resposta à terapia. O CA-125 também pode ser medido periodicamente após o término do tratamento. Um aumento no CA-125 pode indicar que o câncer retornou.

  • O que significa o resultado do exame?

    Se os níveis de CA-125 caem durante a terapia, em geral isso indica que o câncer está respondendo ao tratamento. Se os níveis aumentam ou permanecem iguais, então, a doença pode não estar respondendo à terapia. Níveis elevados de CA-125 após o término do tratamento podem indicar que o câncer voltou.

    Se uma mulher diagnosticada com câncer de ovário apresenta um nível de CA-125 basal normal, é provável que o teste não seja útil para monitorar sua doença. Nesse caso, pode ser que o câncer não esteja produzindo CA-125 e, portanto, não é um bom marcador da progressão da doença.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Como o CA-125 pode estar elevado em várias condições normais ou benignas, como gravidez, menstruação, endometriose e doença inflamatória pélvica, ele não é útil ou recomendado como um teste de triagem para a população em geral.

  • O CA-125 está sempre aumentado no câncer de ovário?

    Não. Nem todos os cânceres de ovário estão associados a níveis elevados de CA-125, mas estes são encontrados em cerca de 80% das mulheres com essa doença.

  • Meu CA-125 está elevado. Isto significa que tenho câncer?

    Não. O CA-125 pode estar elevado em várias outras condições e doenças. Isso significa que ele não é específico para câncer de ovário. O CA-125 pode normalmente estar elevado no início da gravidez e durante a menstruação, e também em doença inflamatória pélvica ou endometriose e, algumas vezes, em hepatite e cirrose do fígado.

  • O câncer de ovário ocorre em famílias?

    História familiar é um fator de risco para câncer de ovário. Se membros próximos de sua família tiveram essa doença, você tem um risco maior que outra pessoa sem história familiar de cãncer de ovário. Certifique-se que seu médico conheça sua história médica familiar.

  • Quais são os outros fatores de risco para o câncer de ovário?

    Além da história familiar, outros fatores de risco incluem idade avançada, obesidade e o uso de terapia de reposição hormonal. Veja o site da American Cancer Society para mais informações.

Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

 

Fontes usadas para este artigo

Pagana, K. D. & Pagana, T. J. (© 2007). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 219-220.

Wu, A. (© 2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, 4th Edition: Saunders Elsevier, St. Louis, MO. Pp 210-211.

Mason, J. (Updated 2008 June 10). CA-125. MedlinePlus Medical Encyclopedia. [On-line information]. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/007217.htm. Accessed March 2009.

(2007 March). Ovarian Cancer Resource Guide for women with recurrent disease. NOCC, Inc. [On-line information]. PDF available for download at http://www.ovarian.org/Images/ResourceGuideRecurrentOvarianCancer.pdf through http://www.ovarian.org. Accessed March 2009.

(2008 August 26). Ovarian Cancer: Why Screening Isn't Routine. American Cancer Society. [On-line information]. Available online at http://www.cancer.org/docroot/SPC/content/SPC_1_ovarian_Q_A_Saslow.asp through http://www.cancer.org. Accessed March 2009.

(Modified 2008 April 3). Ovarian Cancer Screening (PDQ®), Health Professional Version. NCI, U.S. National Institutes of Health. [On-line information]. Available online at http://www.cancer.gov/cancertopics/pdq/screening/ovarian/healthprofessional through http://www.cancer.gov. Accessed March 2009.

(2008 July). Understanding CA 125 Levels: A Guide for Ovarian Cancer Patients. Gynecologic Cancer Foundation. [On-line information]. PDF available for download at http://www.thegcf.org/wcnlib/downloads/CA125levels_July2008.pdf through http://www.thegcf.org. Accessed March 2009.

Fontes usadas em revisões anteriores

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.