Também conhecido como
CA 19-9
Nome formal
Antígeno de câncer 19-9
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
22 de Maio de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para ajudar a diferenciar o câncer de pâncreas de outros estados clínicos/doenças. Para monitorar a resposta ao tratamento do câncer pancreático e sua recorrência.

Quando fazer este exame?

Quando o médico suspeita da existência de câncer de pâncreas e durante ou após o tratamento dessa doença.

Amostra:

Amostra de sangue retirada de uma veia do braço.

É necessária alguma preparação?

Nenhuma.

O que está sendo pesquisado?

O antígeno de câncer 19-9 (CA 19-9) é uma proteína que existe na superfície de algumas células cancerosas. O CA 19-9 não provoca o câncer, mas é liberado pelas células tumorais, o que o torna útil como um marcador tumoral para acompanhar a evolução da doença.

O CA 19-9 é elevado em cerca de 70% das pessoas com câncer de pâncreas avançado, mas também pode estar elevado em outros cânceres, condições e doenças como câncer colorretal, câncer de pulmão, câncer da vesícula biliar, obstrução do duto biliar (por exemplo, cálculos biliares), pancreatite, fibrose cística e doença do fígado. Pequenas quantidades de CA 19-9 estão presentes no sangue de pessoas que não apresentam a doença.

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida inserindo-se uma agulha em uma veia do braço.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exameConselhos sobre exames de sangueConselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Não é necessária nenhuma preparação para o teste.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    O CA 19-9 não é sensível ou específico o suficiente para ser utilizado como um teste de triagem para o câncer e não é diagnóstico de um tipo específico de câncer. Sua principal utilização é como marcador tumoral

    • Para ajudar a diferenciar o câncer de pâncreas de outras condições, tais como pancreatite.
    • Para monitorar a resposta de uma pessoa ao tratamento do câncer pancreático e/ou sua progressão.
    • Para investigar recorrência do câncer pancreático.

    O CA 19-9 só pode ser utilizado como um marcador tumoral se o câncer estiver produzindo grandes quantidades do antígeno. Como o CA 19-9 está elevado em cerca de 65% dos pacientes com câncer do duto biliar (hepatobiliar), o teste pode ser feito para ajudar a avaliar e monitorar pessoas com essa doença.

  • Quando o exame é pedido?

    O CA 19-9 pode ser feito em conjunto com outros testes, como antígeno carcinoembrionário (CEA), bilirrubina, e/ou painel hepático, quando uma pessoa apresenta sintomas que podem indicar câncer de pâncreas. Esses sintomas incluem dor abdominal, náuseas, perda de peso e icterícia.

    Se o antígeno CA 19-9 está inicialmente elevado no câncer pancreático, então, ele pode ser solicitado várias vezes durante o tratamento para monitorar a resposta, e em intervalos regulares após o tratamento para ajudar a detectar recorrência.

    Algumas vezes, o médico pode pedir o teste de CA 19-9 quando suspeita de câncer hepatobiliar e/ou obstrução do duto biliar. Causas não neoplásicas de obstrução do duto biliar podem provocar níveis muito elevados desse antígeno, que caem quando a obstrução é desfeita. Nesses casos, é uma boa ideia esperar pelo menos uma ou duas semanas após a bstrução ter sido removida para retestar os níveis de CA 19-9.

  • O que significa o resultado do exame?

    Pequenas quantidades de CA 19-9 podem ser detectadas em pessoas saudáveis. Várias condições que afetam o fígado ou o pâncreas podem provocar elevações temporárias.

    Níveis moderados a elevados são encontrados no câncer de pâncreas, em outros tipos de câncer e em várias doenças e condições. Os níveis mais elevados de CA 19-9 são observados no câncer do pâncreas exócrino, que surge nos tecidos que produzem enzimas de digestão de alimentos e nos dutos que levam essas enzimas para o intestino delgado. Cerca de 95% dos cânceres pancreáticos são desse tipo.

    Determinações seriadas do CA 19-9 podem ser úteis durante e após o tratamento do câncer. Níveis crescentes ou decrescentes podem informar ao médico se o tratamento está funcionando, se todo o câncer foi removido com sucesso durante a cirurgia e se a doença está recorrendo.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Infelizmente, o câncer pancreático inicial fornece poucos sinais de alarme. No momento que uma pessoa apresenta sintomas e níveis significativamente elevados de CA 19-9, esse câncer está, em geral, em um estágio avançado.

  • Por que o médico não solicita para mim uma triagem para CA 19-9?

    O CA 19-9 não é sensível ou específico o suficiente para ser recomendado como uma triagem para pessoas que não apresentam sintomas. Há muitos resultados falso positivos e falso negativos associados ao teste. Pesquisadores procuram por outros marcadores que possam ajudar a detectar câncer de pâncreas em estágio inicial e que sejam mais adequados para triagem.

  • Que outros procedimentos o médico deve solicitar em conjunto com o CA 19-9?

    O médico pode solicitar TC (tomografia computadorizada), ultrassonografia, IRM (imagem por ressonância magnética) para examinar os dutos biliares e pancreáticos, CPRE (colangiopancreatografia retrógrada endoscópica, procedimento em que um pequeno tubo com uma luz é passado através da boca e do estômago até o duodeno e, então, para os dutos biliar e pancreático) e/ou biopsia para procurar células cancerosas no microscópio.

  • Quais são os principais fatores de risco para o câncer de pâncreas?

    Os médicos ainda não sabem o que provoca a maioria dos casos de câncer de pâncreas. Entre os fatores de risco identificados estão o tabagismo, idade (a maioria com mais de 50 anos), gênero (os homens são mais propensos do que as mulheres), história familiar, diabetes, pancreatite crônica e exposição ocupacional intensa a determinadas substâncias químicas e corantes.

Fontes do artigo

Fontes usadas para este artigo

Pagana, K. D. & Pagana, T. J. (© 2007). Mosby's Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 216-217.

Clarke, W. and Dufour, D. R., Editors (© 2006). Contemporary Practice in Clinical Chemistry: AACC Press, Washington, DC. Pp 246.

(Revised 2008 December 08). Tumor Markers. American Cancer Society [On-line information]. Available online at http://www.cancer.org/docroot/PED/content/PED_2_3X_Tumor_Markers.asp?sitearea=PED through http://www.cancer.org. Accessed August 2009.

(Updated 2009 May) Tumor Markers. ARUP Consult [On-line information]. Available online at http://www.arupconsult.com/resources/print/TumorMarkers.pdf through http://www.arupconsult.com. Accessed August 2009.

Tietz Textbook of Clinical Chemistry and Molecular Diagnostics. Burtis CA, Ashwood ER and Bruns DE, eds. 4th ed. St. Louis, Missouri: Elsevier Saunders; 2006 Pp 773.

Fontes usadas em revisões anteriores

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber's Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby's Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.

ACS. All About Pancreatic Cancer, Pancreatic Cancer Detailed Guide. American Cancer Society.

ASCO (1996 May 17, adopted, revision every 3 years). CA 19-9 as a Marker for Colon Cancer. American Society for Clinical Oncologists, Clinical Practice Guidelines for the Use of Tumor Markers in Breast and Colorectal Cancer [On-line guidelines]. Available online at http://www.asco.org/prof/pp/html/guide/tumor/m_tumor6.htm through http://www.asco.org.

NCI (2002, February 8, posted). What you Need to Know about Cancer of the Pancreas. National Cancer Institute, cancer.gov [On-line information]. Available online through http://www.cancer.gov.

Reid, C. (1996 October). Probing the Pancreas. U.S. Food and Drug Administration [On-line article]. Available online at http://vm.cfsan.fda.gov/~dms/fdpancre.html through http://vm.cfsan.fda.gov.

Mayer, R. (1999 - 2002 copyright). Pancreatic Cancer. The National Pancreas Foundation [On-line article]. Available online at http://www.pancreasfoundation.org/pancreaticcancerarticle.html through http://www.pancreasfoundation.org.

Check, W. (1998 July) Reaching agreement on tumor markers. CAP Today, In the News [On-line journal]. Available online at http://www.cap.org/captoday/archive/1998/julycover.html through http://www.cap.org.

NCI (1998 April 27). Tumor markers. National Cancer Institute, Cancer Facts [On-line information]. Available online at http://cis.nci.nih.gov/fact/5_18.htm through http://cis.nci.nih.gov.

ACS (2000 July 19). Tumor Markers. American Cancer Society, Prevention and Early Detection [On-line information]. Available online through http://www.cancer.org.