Também conhecido como
Nicotina e metabólitos (urina, soro ou plasma)
Nome formal
Nicotina; Cotinina
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
22 de Maio de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para detectar a presença e/ou medir a quantidade de nicotina ou cotinina no sangue, urina, saliva ou, algumas vezes, nos cabelos. Para verificar se o indivíduo usa tabaco ou esteve exposto passivamente ao fumo. Pode ser realizado para avaliar intoxicação aguda por nicotina.

Quando fazer este exame?

Sempre que se deseja confirmar o uso de tabaco ou exposição passiva ao fumo. Eventualmente, quando há suspeita de intoxicação por nicotina.

Amostra:

Uma amostra de sangue coletada de uma veia do braço ou uma amostra aleatória de urina. Algumas vezes, coleta-se uma amostra de saliva e, raramente, uma de cabelo.

É necessária alguma preparação?

Nenhum preparo é necessário.

O que está sendo pesquisado?

A nicotina é uma substância química que causa dependência encontrada na planta do tabaco, concentrada nas folhas. É inalada em cada tragada de cigarro e ingerida com tabaco de mascar. Posteriormente, é absorvida pelo sangue. Este exame detecta e/ou mede a nicotina e seu principal produto de degradação (metabólito), a cotinina, no sangue, urina, saliva ou cabelos.

A nicotina é metabolizada pelo fígado em mais de 20 compostos, que são eliminados do organismo pela urina. Tanto a exposição passiva quanto o tabagismo podem aumentar as concentrações de nicotina e de cotinina no organismo. Os níveis também aumentam com o uso de produtos de reposição de nicotina, como adesivos e gomas de mascar de nicotina. Em grandes quantidades, a nicotina pode ser tóxica.

Geralmente, é escolhido o exame de cotinina para avaliar a exposição passiva ou o tabagismo, porque ela é estável e só é produzida quando a nicotina é metabolizada. A cotinina apresenta meia-vida no organismo de 7 a 40 horas, enquanto a meia-vida da nicotina é de 1 a 4 horas.

Os testes de cotinina no sangue e/ou na urina podem ser pedidos junto com o de nicotina. Em alguns casos, também podem ser examinados outros metabólitos da nicotina, como nicotina-1'-N-óxido, trans-3'-hidroxicotinina, ou nornicotina, ou outros produtos químicos do tabaco, como anabasina na urina. A presença de anabasina na urina indica que o indivíduo usa tabaco ativamente, uma vez que não é encontrada em produtos de substituição de nicotina, como os adesivos.

A presença de nicotina e/ou cotinina na amostra indica que a pessoa fumou ou teve exposição passiva ao tabaco. Os exames podem ser feitos em uma série de situações para avaliar a possibilidade de uso do tabaco, como em programas de suspensão do tabagismo, avaliações prospectivas de emprego e avaliações para os requerentes de planos de saúde ou seguro de vida.

Os exames de nicotina e cotinina também podem ser solicitados se houver suspeita de intoxicação por nicotina. Esta intoxicação aguda geralmente é rara de ocorrer, mas requer atenção médica imediata. Ela pode acontecer quando uma criança ingere pastilhas ou gomas de mascar de nicotina. Os sintomas incluem ardor na boca, náuseas, dor abdominal, salivação (sialorreia), diarreia, sudorese, confusão mental, tonturas, agitação, aumento da frequência cardíaca, respiração rápida ou difícil, convulsões, coma e até morte.

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida de uma veia do braço e/ou é coletada uma amostra aleatória de urina. Eventualmente, pode ser obtida uma amostra de saliva, diretamente ou por imersão de tecido de coleta ou de swab na saliva. Raramente é coletada uma amostra de cabelo.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Não é necessário preparo para o exame.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    A nicotina ou seu principal metabólito, a cotinina, é, com mais frequência, medida para avaliar o tabagismo. O uso de tabaco em longo prazo pode aumentar o risco de desenvolver muitas doenças, entre elas câncer de pulmãodoença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)acidente vascular cerebraldoença cardíaca e infecções respiratórias. Também pode agravar a asma e promover a formação de coágulos sanguíneos. Em gestantes, o fumo pode prejudicar o crescimento do bebê e resultar em peso baixo no nascimento.

    Como o tabagismo compromete significativamente a saúde dos indivíduos, as empresas usam os exames nicotina/cotinina para avaliar potenciais empregados quanto a esse hábito. Muitas companhias de planos saúde e seguro de vida também examinam os candidatos quanto à nicotina ou cotinina.

    A nicotina e a cotinina podem ser detectadas qualitativamente e quantitativamente. O exame qualitativo detecta a presença ou ausência das substâncias, enquanto o quantitativo mede as concentrações das substâncias. O exame quantitativo pode ajudar a diferenciar fumantes ativos, usuários de tabaco que pararam recentemente, não usuários de tabaco que foram expostos passivamente ao tabaco e não fumantes que não tenham sido expostos.

    A cotinina também é medida na saliva e nos cabelos, embora este último exame seja usado principalmente em pesquisas, como em estudos de exposição de não fumantes à fumaça do tabaco.

    O exame de nicotina no sangue ou urina é pedido isoladamente ou em conjunto com a cotinina, se o médico suspeitar que o indivíduo apresenta intoxicação por nicotina.

    Quando o indivíduo informa que está usando produtos de reposição de nicotina, mas não é mais fumante, algumas vezes pede-se dosagem (medida) de nicotina, cotinina e anabasina urinária. Esta substância é um alcaloide que está presente no tabaco, mas não nos produtos comerciais de reposição de nicotina. Se uma amostra for positiva para anabasina significa que a pessoa ainda fuma.

  • Quando o exame é pedido?

    Os exames de cotinina e/ou nicotina são realizados sempre que é necessário avaliar o estado de uso de tabaco ou a exposição passiva.

    Em ações na Justiça pode ser pedido o exame em uma criança para fins de custódia. Quando o indivíduo inicia um programa de suspensão de tabagismo, para avaliar sua adesão é possível fazer exame de cotinina no sangue ou na urina. O exame de urina, sangue ou saliva é útil na triagem de tabagismo em candidatos a planos de saúde ou seguro de vida. Uma vez que o tabagismo aumenta os riscos de complicações médicas, podem ser realizados exames antes de cirurgias ortopédicas, fusão espinhal, revisão de suturas e plásticas, além de terapia pulmonar e transplante de órgãos.

    Algumas vezes, a nicotina e a cotinina são medidas (dosadas) quando a pessoa apresenta sintomas que o médico suspeita serem provocados por intoxicação por nicotina. Os sintomas de intoxicação leve por nicotina podem incluir:

    • Náuseas, vômitos
    • Tonturas
    • Sialorreia
    • Fraqueza

    Uma intoxicação mais grave por nicotina pode resultar em:

    • Aumento da pressão arterial e/ou frequência cardíaca, que cai repentinamente
    • Respiração lenta ou difícil
    • Cólicas abdominais
    • Agitação, inquietação ou excitação
    • Sensação de queimação na boca
    • Confusão mental
    • Desmaio
    • Dor de cabeça
    • Contração muscular
    • Convulsões, espasmos
    • Coma

    O exame do cabelo raramente é realizado em ambiente clínico, mas pode ser pedido quando se deseja uma avaliação de longo prazo do uso de tabaco.

  • O que significa o resultado do exame?

    Os níveis de nicotina no sangue podem aumentar dentro de alguns segundos após a tragada em um cigarro. O quanto se eleva depende da quantidade de nicotina no cigarro e da maneira como a pessoa fuma, ou seja, o quão profundamente ela inala. A taxa em que a nicotina é metabolizada e a cotinina é eliminada do organismo também varia de pessoa para pessoa, devido a algumas diferenças genéticas.  

    Quando o indivíduo para de usar tabaco e produtos de nicotina, demora mais de duas semanas para que os níveis sanguíneos de cotinina caiam para os de um não fumante, e várias semanas para que os níveis na urina diminuam para uma concentração bastante baixa.

    Em geral, níveis altos de nicotina ou cotinina indicam tabagismo ativo ou uso de substitutos de nicotina. A concentração moderada indica que a pessoa é tabagista (fumante), que não faz uso de tabaco ou nicotina por duas ou três semanas. Níveis baixos podem ser encontrados em não tabagistas que foram expostos passivamente ao fumo. Concentrações muito baixas ou não detectáveis são encontradas em não fumantes que não foram expostos ao fumo passivo, ou em tabagistas que se abstiveram de tabaco e nicotina por várias semanas.

    Quando a intoxicação por nicotina é evidente, o indivíduo pode não realizar o exame para nicotina ou cotinina.  As concentrações estarão normalmente aumentadas, mas os níveis não estão necessariamente relacionados com a gravidade dos sintomas.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Os resultados dos exames baseados em amostras diferentes (sangue, urina, saliva) não têm correlação entre si.

    Alguns pesticidas contêm altas concentrações de nicotina. Esta pode ser outra fonte de intoxicação. A nicotina é, por si só, um pesticida por vezes usado na agricultura "orgânica" como alternativa para os organofosforados ou derivados piretroides.

    A nicotina é encontrada não somente na planta do tabaco, mas também em outras plantas da mesma família. Dentre ela estão batata, tomate, berinjela e pimenta vermelha. Porém, a concentração nessas plantas é muito mais baixa que no tabaco. Os pontos de corte dos exames de nicotina/cotinina foram criados para diferenciar as fontes alimentares de nicotina do tabagismo e do fumo passivo.

    A composição genética do indivíduo pode influenciar como ele metaboliza a nicotina. Variações nos genes que codificam para as enzimas hepáticas CYP2A6 e CYP2B6 afetam a taxa metabólica da nicotina. (Para saber mais, consulte nosso artigo sobre Exames Farmacogenéticos.)

  • Existe alguma forma de tabaco que não contém nicotina?

    Não. Todas as formas de tabaco contêm nicotina. O uso de qualquer uma poderá ser detectado no organismo, e inclui cachimbo, charuto, rapé, tabaco de mascar etc.

  • Onde posso encontrar informações sobre como parar de fumar?

    No Brasil, por meio da Rede de Tratamento ao Tabagismo, são articuladas ações para o controle do tabagismo nos estados e municípios, junto com sociedade civil e organizações não governamentais. Para mais informações, consulte a página do Instituto Nacional do Câncer (INCA) em Programa Nacional de Controle do Tabagismo.

  • Quais tipos de produtos de reposição de nicotina estão disponíveis?

    Existem muitos medicamentos isentos de prescrição (MIP) e alguns disponíveis por prescrição. Os produtos MIPs incluem goma de mascar, adesivos e pastilhas de nicotina. Algumas empresas comercializam os cigarros eletrônicos como auxiliares na suspensão do tabagismo, mas sua venda no Brasil está proibida por meio da Resolução de Diretoria Colegiada da Anvisa, RDC 46, de 28 de Agosto de 2009. Algumas pesquisas descobriram que muitos elementos da fumaça do cigarro eletrônico podem causar dificuldade respiratória e doenças. Os produtos de nicotina disponíveis por prescrição médica incluem adesivos, inaladores e aerosóis nasais. É importante seguir as instruções de uso e mantê-los longe do alcance das crianças. Os produtos devem ser usados em conjunto com um programa de suspensão do tabagismo. Converse com seu médico sobre as melhores opções para você. Para mais informações, consulte a página MedlinePlus sobre Terapia de Reposição de Nicotina.

Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

 

S1
Wu, A. (2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, Fourth Edition. Saunders Elsevier, St. Louis, Missouri. Pp 1326-1327, 1422-1425.

S2
Perez, E. (2007 January 19, Updated). Nicotine [14 paragraphs]. MedlinePlus Medical Encyclopedia [On-line information]. Accessed on: 9/9/07. Available FTP: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/002510.htm

S3
Wilson, S. et. al. (2007 April 10). The Role of Air Nicotine in Explaining Racial Differences in Cotinine Among Tobacco-Exposed Children [30 paragraphs]. Medscape from CHEST 2007;131(3):856-862 [On-line information]. Accessed on: 9/9/07. Available FTP: http://www.medscape.com/viewarticle/554042

S4
Barclay, L. (2007 July 20). Comprehensive Smoking Bans May Decrease Secondhand Smoke Exposure [8 paragraphs]. Medscape Medical News [On-line information]. Accessed on: 9/9/07. Available FTP: http://www.medscape.com/viewarticle/560150

S5
(2007 February). Nicotine and Related Compounds in Urine and Serum/Plasma [16 paragraphs]. ARUP Technical Bulletin [On-line information]. Accessed on: 9/9/07. PDF for download

S6
(1999-2000). Cotinine [143 paragraphs]. CDC Laboratory Procedure Manual [On-line information]. Accessed on: 9/9/07. PDF for dowload

S7
(2006 July). Nicotine Replacement Therapy [50 paragraphs ]. American Lung Association, Nicotine Replacement Therapy [On-line information]. Accessed on: 10/6/07. Available FTP: http://www.lungusa.org/site/apps/s/content.asp?c=dvLUK9O0E&b=34706&ct=66696

S8
Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition]. pp. 1299-1300.

S9
Boulton, M., et. al. Reported (2003 May 9). Nicotine Poisoning After Ingestion of Contaminated Ground Beef --- Michigan, 2003 [12 paragraphs]. CDC MMWR [On-line information]. Accessed on: 10/6/07. Available FTP: http://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm5218a3.htm

S10
Michigan Department of Community Health. Nicotine Factsheet (Online information, pdf file accessed November 2007). PDF for download