Também conhecido como
PT
Relação Albumina/Globulina
Nome formal
Proteínas totais; relação albumina/globulinas
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
22 de Maio de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Como um exame de rotina e no pré-operatório, para determinar o estado nutricional e triagem distúrbios renais e hepáticos, e diversas outras doenças

Quando fazer este exame?

Em consultas de rotina ou quando há suspeita de distúrbios renais ou hepáticos

Amostra:

Uma amostra de sangue obtida de uma veia do braço ou por meio de uma punção digital (adultos ou crianças) ou no calcanhar (recém-nascidos)

É necessária alguma preparação?

Nenhuma

O que está sendo pesquisado?

As proteínas são componentes importantes de todas as células e tecidos; além de funções estruturais, constituem enzimas e hormônios que regulam funções corporais. Esse exame mede a quantidade total de proteínas na parte líquida do sangue (plasma), separada das células.

As proteínas plasmáticas são classificadas em dois tipos: albumina e globulinas. A albumina representa 55% a 65% do total e mantém a pressão osmótica do sangue, impedindo a passagem excessiva da água para os tecidos. Muitas moléculas pequenas são transportadas no sangue ligadas à albumina. As globulinas incluem enzimas, anticorpos e mais de 500 outras proteínas. A relação albumina/globulinas é obtida dividindo a quantidade de albumina no sangue pela quantidade de globulinas.

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida em uma veia do braço ou por punção digital (crianças e adultos) ou no calcanhar (recém-nascidos).

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Nenhuma preparação é necessária.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    A medida das proteínas totais reflete o estado nutricional e pode ser usada na triagem e no diagnóstico de doenças renais, doenças hepáticas e muitos outros distúrbios. Quando o resultado é anormal, outros exames devem ser realizados para identificar as proteínas alteradas e para pesquisar a causa.

  • Quando o exame é pedido?

    A medida das proteínas totais faz parte de exames de rotina para uma avaliação geral de saúde, incluindo exames pré-operatórios. Pode também ser pedida quando há sinais e sintomas de doenças renais ou hepáticas ou para investigar acúmulo de líquido nos tecidos (edema).

  • O que significa o resultado do exame?

    As principais causas de diminuição das proteínas totais são desnutrição grave, doenças hepáticas e doenças renais. Doenças hepáticas prejudicam a produção de albumina e de algumas globulinas no fígado. Determinados distúrbios renais são acompanhados de perda de proteínas na urina.

    Elevação das proteínas totais geralmente decorre do aumento da produção de anticorpos em algumas doenças infecciosas ou em alguns tipos de câncer, em especial o mieloma múltiplo.

    Alguns exames permitem especificar alterações de grupos específicos de proteínas. A albumina pode ser medida diretamente, o que permite o cálculo da relação albumina/globulinas, e a eletroforese de proteínas separa e mede, além da albumina, quatro ou mais grupos de globulinas, incluindo as imunoglobulinas (fração gama), que compreendem os anticorpos presentes no plasma.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    A aplicação prolongada de um torniquete durante a colheita de sangue pode produzir resultados falsamente elevados na medida das proteínas totais.

  • Uma dieta rica em proteínas eleva o nível de proteínas totais?

    Não. As proteínas ingeridas servem apenas de matéria-prima para a produção das proteínas no corpo, que são sintetizadas de acordo com as necessidades.

  • Que tipo de alimentação é recomendada para os níveis ideiais de proteína?

    Uma dieta bem equilibrada é resumida pela Pirâmide Alimentar.

Páginas relacionadas
Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

 

Fontes usadas neste artigo

Tietz Textbook of Clinical Chemistry and Molecular Diagnostics. Burtis CA, Ashwood ER and Bruns DE, eds. 4th ed. St. Louis, Missouri: Elsevier Saunders; 2006, Pp 543-546.

(May 17, 2007) Van Voorhees B. MedlinePlus Medical Encyclopedia. Total Protein. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/003483.htm. Accessed April 2009.

Henry’s Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods. 21st ed. McPherson RA and Pincus MR, eds. Philadelphia: 2007, Pp 231-236.

(November 3, 2007) Mayo Clinic: High protein in blood: What causes it? Available online at http://www.mayoclinic.com/health/protein-in-blood/AN01204 through http://www.mayoclinic.com. Accessed April 2009.

Clarke, W. and Dufour, D. R., Editors (2006). Contemporary Practice in Clinical Chemistry. AACC Press, Washington, DC Pp 200, 206.

Fontes usadas em revisões anteriores

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.